Direitos do Turistando consumidor - 7 Dicas para uma Boa Viagem!

10.04.2018

Neste post focamos nos direitos do consumidor na hora de viajar. No último post falamos sobre seus direitos no caso de cancelamento de viagem. Neste, abordaremos um resumo com 7 Dicas para o consumidor, para evitar problemas com as viagens, contudo, em breve, especificaremos cada um.

 

Neste post abordamos os assuntos mais relevantes e problemáticos que todos os nossos amigos Turistandos devem dar atenção... Entre sites de compra coletiva, agências de turismo, pacotes de viagens e direitos do consumidor no aeroporto, faremos uma abordagem simples e fácil de entender, permitindo que o turistando consumidor fique atento e tome alguns cuidados para evitar problemas.  Portanto, apresentamos aqui sete dicas para evitar transtornos e aproveitar melhor a viagem.

 

01. Ofertas de viagens em sites de compra coletiva

 

É uma verdadeira tentação... Viajar pagando menos da metade do preço tido como normal! Realmente tentador e é por isso que muitas destas ofertas possuem armadilhas camufladas. Por isso, antes de se aventurar a comprar um pacote turístico com aéreo e hotel, é preciso verificar algumas informações.

Recentemente os noticiários estiveram recheados de agências de turismo que deram o calote em seus clientes, contudo nem todas as agências são pilantras. Então, o que fazer para não cair nestas ciladas e ao mesmo tempo não perder uma promoção real? Algumas medidas podem auxiliar:

  • Ligar para a agência de viagens e confirmar o pacote.

  • Checar com conhecidos ou amigos que já usaram os serviços do fornecedor a qualidade destes.

  • Verificar se o prestador não tem reclamações em sites de queixas na internet mesmo, ou no PROCON. Neste último caso, fique atento aos motivos das reclamações, pois se uma boa parte deste é por descumprimento de contrato, não fique achando que com você vai ser diferente, ao contrário, a tendência é que seja igual.

 

02. Compras direto com a agência de turismo

 

Comprar direto na agência física, ou seja, em uma loja não virtual, pode dar a falsa sensação de que não vai haver nenhum problema. Grande engano! É mais comum do que se pode imaginar voos e hotéis não reservados. Para evitar tais situações, a dica para o consumidor é sempre ligar para o hotel e checar as reservas e, com o localizador das passagens, confirmar junto a companhia aérea.

 

03. Pacotes de viagens

 

Se você já passou pelas duas primeiras dicas e se decidiu por um pacote em uma agência, para ter seus direitos de turistando consumidor garantido precisa ficar atento a alguns quesitos importantes:

  • Primeiro é ter o pacote adquirido descrito em detalhes, discriminando:

    1. O meio de transporte, se aéreo, marítimo ou terrestre;

    2. O nome da companhia;

    3. O horário de embarque da ida e da volta;

    4. Se existe traslado na chegada;

    5. O nome e a categoria do hotel;

    6. O padrão de conforto do quarto e se o serviço contratado inclui alguma refeição.

    7. Muitos pacotes também incluem passeios, que devem estar discriminados, especialmente quanto à localidade a ser visitada; o horário de saída e a sua duração e se incluem ou não refeições e bebidas.

 

04. Alteração de voos

 

Algumas vezes a companhia aérea, unilateralmente, altera o horário e a data do voo e isso pode significar mais gastos, com diárias adicionais, ou perda de um tempo que você contava para poder passear um pouco mais. Neste caso, a solução para o consumidor é mais simples do que se pode imaginar. Se você não concorda com a alteração, ligue para a companhia aérea e informe que você não está de acordo com a mudança e eles lhe recolocarão no voo original. Em caso de CANCELAMENTO do seu voo, veja nosso post sobre este assunto na íntegra clicando aqui: https://www.teozetaparente.com/single-post/2018/04/06/O-que-fazer-quando-seu-voo-%C3%A9-cancelado-Quais-s%C3%A3o-seus-direitos

 

 

05. Documentos para viagens

 

Muitos turistandos já tiveram muita dor de cabeça por não darem a devida atenção a observância dos documentos necessários para viagem. Documentos que não devem faltar e devem estar em local seguro e de fácil acesso:

  • Voos Nacionais – em viagens dentro do país, pode-se usar qualquer documento oficial com foto, tais como identidade, passaporte, carteira de habilitação ou carteira profissional.

  • Voos Internacionais – em viagens para fora do Brasil, tem-se que observar as exigências do país para onde se vai, tais como:

    1. Mercosul – exige passaporte ou identidade somente;

    2. Europa – Se a entrada for por Portugal, exige-se o passaporte. Para outros países do eixo europeu, exige-se passaporte com visto válido;

    3. Estados Unidos – tem que ter passaporte com visto válido;

    4. Viagens com criança – se você é o pai ou a mãe desacompanhado do outro pode viajar dentro do país livremente, mas se o voo é internacional, tem que pegar junto a Polícia Federal uma autorização especial. Se o menor vai viajar com outra pessoa, independente do parentesco, precisa de autorização sempre, sendo que para viagens internacionais, a esta é emitida pela Polícia Federal.

 

06. Check-in e embarque

 

Meu amigo turistando... Fique atento para uma importante dica sobre os horários dos check-in:

  • Voos Nacionais - Deve-se chegar ao aeroporto com uma hora de antecedência.  Essa exigência é por uma questão de logística, de organização e acomodação de bagagem e passageiros a fim de que o voo saia no horário.

  • Voos Internacionais – Deve-se chegar ao aeroporto com duas horas de antecedência. Além da logística, organização e acomodação de bagagem e passageiros, o turistando tem de levar em consideração o tempo para fazer a imigração e, caso queira, para passar no free shop, pois ninguém quer perder o voo estando dentro do aeroporto!

 

07. Roubo de bagagens

 

Casos de perda, roubo e extravio de bagagem não dependem do consumidor, pois isso ocorre quando o dono da bagagem não está presente, mas em algumas situações o que ocorre é o roubo da mala durante o desembarque. É certo que, em qualquer que seja a situação – perda, extravio ou roubo – o direito do consumidor diz que a companhia aérea é responsável e tem o dever de te indenizar, mas o estresse de perder dia ou dias da sua viagem para comprar roupa nova não está nos planos de ninguém, por isso temos algumas dicas que o ajudarão a evitar ou resolver qualquer problema com sua bagagem:

  • Sinalize a bagagem, coloque fitas, adesivos, TAG’s, o que puder para identificar a sua mala.

  • Se for envolver a bagagem com plástico, dê preferência aos transparentes, contudo, se for usar plástico colorido, deixe para identificar após a embalagem.

  • Coloque uma TAG com sua identificação dentro da mala.

  • Procure usar malas com trancas ou cadeados.

  • Em caso de roubo no desembarque procure registrar um B.O. ainda no aeroporto.

 

Matéria com base em: http://revistadireito.com/direitos-do-consumidor-na-hora-de-viajar/

 

Em breve estaremos postando informações mais detalhadas de cada uma destas dicas. Aguardem e Boa Viagem!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

MEUS POSTS DESTACADOS

Dica Cultural: Planeta Borboleta

10.09.2019

1/10
Please reload

MEUS POSTS RECENTES

Please reload

SIGA

  • Facebook Long Shadow
  • Google+ Long Shadow
  • LinkedIn Long Shadow
  • Twitter Long Shadow

FICO SEMPRE CONTENTE

EM CONHECER MEUS LEITORES E COMPARTILHAR CONHECIMENTOS E IDÉIAS 

 

ME ESCREVA 

Teozeta Parente

© 2017 POR TEOZETA PARENTE.

CRIADO POR ALEX FREITAS