Será que existe um Lado Positivo na Pandemia?



Muito tem se falado sobre o impacto da pandemia nas contas do país e nas contas das empresas. Mas será que, neste universo de problemas gerados não existe um aspecto, um lado positivo a se aproveitar?


Sim... Existe um lado positivo! Quem me conhece sabe que sempre luto para encontrar o lado positivo de tudo, não importa que sejam problemas, adversidades ou qualquer coisa que tente me impedir de seguir em frente. Claro que não é fácil... Mas é possível!


Tenho, assim como todos, lamentado o grande número de mortos pelo mundo a fora... Tenho tomado todas as medidas necessárias para combater o bom combate nesta guerra viral, protegendo a mim, aos meus e a sociedade em que vivo.


O lado negativo, cruel, indisciplinado, leviano, desrespeitoso e mal caráter desta pandemia, está exaustivamente em pauta em todos os meios. Meu objetivo neste artigo é destacar um pouco do que de positivo podemos tirar. Existem muitos pontos que podem ser destacados, mas vou me ater aos de âmbito profissional e empresarial.


Um aspecto positivo geral se refere ao tempo em que ela ocorreu... Se pararmos um pouco para pensar: O que teria acontecido com nossa sociedade se esta pandemia tivesse ocorrido há 30 ou até mesmo 40 anos atrás?


Imagine o mundo sem a Internet como a conhecemos e sem o nossos modernos smartphones. Imaginem os bilhões - e não milhões - de desempregados. Tentem visualizar as hordas de pessoas nas ruas, tentando entrar nos bancos para buscar dinheiro, as gigantescas filas e os frequentes saques nos supermercados e farmácias, com milhares em uma busca frenética por itens essenciais. Nossos filhos teriam um ou mais anos letivos nulos. O Caos estaria instalado!


Mas vocês poderiam perguntar: E o que nós estamos a viver hoje em todo o mundo? Devemos encarar a trágica situação atual como tendo pouca importância? Longe de nós menosprezar o impacto enorme que a crise atual vem tendo sobre uma grande e importante parcela da população mundial, mas a realidade é que, surpreendentemente, o "solavanco" financeiro da crise parece estar sendo controlado. Mas por que em nossos tempos está sendo diferente do que teria sido se ocorresse décadas atrás?


Por um importante Fato: Fomos salvos pela transformação digital da sociedade. Precisamos entender que mal ou bem, mesmo que aos trancos e barrancos, a economia mundial, de um modo geral, continua funcionando graças à digitalização, que avança a passos largos, que tomou conta da vida, cotidiano e todos os setores da nossa sociedade.


Muitos são os exemplos que nos apresentam de forma clara o lado positivo desta pandemia: O teletrabalho virou o "novo normal" e tem se tornado uma proposta valiosa para colaboradores e patrões e uma possível tendência de mercado. No mundo dos aplicativos não é diferente: passamos a pedir, de forma mais cômoda, nossas refeições aos restaurantes habituais (pelo menos aos que se adaptaram) e fazemos compras de suprimentos em supermercados e lojas pelas suas aplicações. Pagamos nossas contas, recebemos pagamentos (e investimos, se sobrar algum) tudo "online", sem sequer visitar um caixa eletrônico. Desempregados iniciaram uma atividade, muitas delas delivery de alimentos (pizzaria, hamburgueria, etc.), utilizando-se de aplicações cada vez mais baratas.


Ainda que estejamos nos adaptando e desenvolvendo melhor as técnicas pedagógicas, o ano letivo não fica perdido, pois nossos filhos têm aulas interativas via "Zoom" ou outra aplicação de comunicação. E esta mesmas aplicações estão ajudando a saúde, onde voz e vídeo estão cuidando dos pacientes. Vejam, por exemplo, as milhares de consultas médicas que estão sendo realizados via Whatsapp e outras aplicações de videoconferência, gerando mais eficiência ao sistema de saúde em um momento onde agilidade é a diferença entre a vida e a morte e diminuindo o risco de contágio.


O comercio se beneficiou e muito destas mudanças, pois os clientes, de maneira geral, tanto não deixaram de comprar, quanto de vender. O "e-commerce" atingiu crescimento exponencial. Novas aplicações de vendas cliente a cliente, aluguel, serviços e muito mais surgem a cada dia. Milhões de motoqueiros estão cruzando nossas ruas e estradas todos os dias pelo mundo afora, entregando mercadorias, alimentos e serviços que, se não fosse a digitalização, não estariam sequer sendo produzidas ou disponibilizados. TODO O MUNDO ESTARIA MUITO, MAS MUITO PIOR MESMO.


Talvez seja por isso que os mercados financeiros estejam se mantendo e projetando a recuperação da queda abissal que teve início em março de 2020 e tem sofrido abalos desde então. Tanto os investidores, como o público em geral, de uma maneira geral, talvez tenham percebido que, embora de forma dramática e até mesmo traumática, a sociedade moderna está se reinventar mais rapidamente desta vez graças às novas ferramentas e tecnologias que possuímos e estamos a desenvolver.



Como toda revolução, é importante porém nos atentarmos para os desprovidos - aqueles que, devido à sua formação ou até pelo seu ramo de atuação, não estão conseguindo se aproveitar desta nova realidade e suas oportunidades. São diversos setores que ainda padecem com a adaptação - turismo, entretenimento, etc. – e que precisam se reinventar com muita dor e sofrimento.


E não podemos deixar de falar dos milhares de desempregados que estão se reinventando, tentando novas formas de retomarem sua busca pela sobrevivência, por uma vida melhor, por um futuro mais pleno. O que certamente vai ajudá-los, empresas e profissionais, é que o “Apocalipse” foi adiado, pois o impacto não foi sobre bilhões de pessoas, encurtando (assim esperamos) a retomada da atividade econômica.


Como vimos, podemos extrair muitos pontos positivos desta crise e muitas seriam as histórias de superação advindas dela. Mas precisamos manter o foco, precisamos, como disse Francis Bacon, criar as oportunidades e não somente encontrá-las, pois as oportunidades são como o nascer do Sol: se você esperar demais, vai perdê-las. - William Arthur Ward. E que não esqueçamos: Que a Palavra de ordem é SUPERAÇÃO e que as oportunidades multiplicam-se à medida que são agarradas - Sun Tzu.

MEUS POSTS DESTACADOS

MEUS POSTS RECENTES